_____________________________________Adicione aos favoritos _______________________________________________________________________ Clique aqui ! . . . . . . . . . . . . . .

NOTÍCIAS DA TV, por Marcos Silvério - 09 Ago

Por @bysilver_br .


Confira o índice:

NOTÍCIAS DA TV, por Marcos Silvério - 22 Jul

Por @bysilver_br .

Confira o índice:

NOTÍCIAS DA TV, por Marcos Silvério - 29 Jun

Por @bysilver_br .

Confira o índice:

NOTÍCIAS DA TV, por Marcos Silvério - 06 Jun

Por @bysilver_br .
Confira o índice:

NOTÍCIAS DA TV, por Marcos Silvério - 07 Mai

Por @bysilver_br .

Confira o índice:

NOTÍCIAS DA TV, por Marcos Silvério - 17 Abr

Por @bysilver_br .

Confira o índice:

NOTÍCIAS DA TV, por Marcos Silvério - 11 Abr

Por @bysilver_br .

Confira o índice:

NEWS TV, por Marcos Silvério - 11 Abr

> Notícias da TV, por MARCOS SILVÉRIO <


Marcos acaba expulso do ‘BBB 17’


A Globo anunciou na noite desta segunda-feira que o médico Marcos está fora do BBB 17. O participante foi eliminado por infringir as regras do reality show ao tratar Emilly, sua namorada no confinamento, de forma agressiva. “A decisão foi tomada, o Marcos está expulso do BBB 17”, informou o apresentador Tiago Leifert logo no início do programa.

O apresentador afirmou que os especialistas da Delegacia da Mulher do Rio de Janeiro que visitaram o Projac nesta segunda para investigar o caso constataram indícios de agressão física – e não apenas verbal – de Marcos contra Emilly. E como as regras do jogo determinam que agressão deve ser punida com expulsão, prosseguiu Leifert, Marcos foi eliminado.

Durante uma discussão do casal na madrugada de domingo, Marcos encurralou Emilly contra a parede, gritou, colocou o dedo em riste no rosto dela e apertou seu pulso e cotovelo. A gaúcha posteriormente reclamou de dor.

“A delegada nos solicitou as imagens das discussões entre o Marcos e a Emily. A delegada instaurou um inquérito para apurar uma possível agressão física. Com base nesse inquérito, tivemos uma nova e profunda conversa com a Emilly, inclusive com exame médico”, disse Leifert. “Ficaram comprovados indícios de agressão física. No BBB, agressão gera expulsão.”

Marcos foi comunicado de sua expulsão no confessionário e não voltou mais para a casa. A emissora não mostrou imagens do momento em que o participante foi informado. Já os outros confinados só ficaram sabendo da decisão ao serem informados ao vivo por Leifert durante o programa. Emilly chorou muito, e foi consolada por Vivian e Ieda.


Globo

“Desde que tudo aconteceu, a Globo agiu firmemente” em busca de uma decisão justa, afirmou o apresentador ao comunicar a expulsão ao público. Muitos criticaram a emissora por não ter expulsado Marcos já no domingo, após a briga do médico com Emilly. No programa que foi ao ar naquela noite, a Globo se limitou a declarar que estava “preocupada” com a situação. Marcos venceu o paredão contra a paratleta Marinalva, que saiu com 77% dos votos.

Durante toda a segunda-feira, internautas cobraram nas redes sociais a expulsão do médico com base em seu comportamento com Emilly. A campanha ganhou o apoio de atrizes da Globo, como Fernanda Lima e Camila Pitanga, que postaram um texto repudiando a conduta do médico. “É preciso que fique claro aqui que as atitudes de Marcos Harter são de truculência e violência, principalmente psicológica, contra Emilly Araújo”, escreveram. O repúdio às atitudes do médico também ganharam destaque nas manchetes de vários veículos de imprensa e sites na internet desde a veiculação das imagens no programa de domingo.

Durante a tarde desta segunda, representantes da Divisão de Polícia de Atendimento a Mulher (DPAM) do Rio de Janeiro foram ao Projac para investigar a conduta agressiva do participante.

Fonte: Veja


José Mayer é acusado de assédio sexual


Na madrugada desta sexta-feira (31), a figurinista Susllem Meneguzzi Tonani, 28 anos, teve sua acusação de assédio contra José Mayer publicada pelo jornal Folha de S.Paulo. Na coluna, pertencente à editoria Agora É Que São Elas, ela escreveu um longo depoimento em que narra episódios de constrangimento e contato físico sem consentimento praticados pelo ator.

Aos 67 anos, sendo 49 de carreira, Mayer respondeu a Folha em sua defesa:

“Respeito muito as mulheres, meus companheiros e o meu ambiente de trabalho e peço a todos que não misturem ficção com realidade. As palavras e atitudes que me atribuíram são próprias do machismo e da misoginia do personagem Tião Bezerra [da novela A Lei do Amor], não são minhas! Nesses 49 anos trabalhando como ator sempre busquei e encontrei respeito e confiança em todos que trabalham comigo”, disse.

Entenda o caso

Na carta publicada, ela conta o que viveu nos bastidores da novela A Lei do Amor. “A primeira ‘brincadeira’ de José Mayer Drumond comigo foi há 8 meses. Ele era protagonista da primeira novela em que eu trabalhava como figurinista assistente. E essa história de violência se iniciou com o simples: ‘como você é bonita’. Trabalhando de segunda à sábado, lidar com José Mayer era rotineiro. E com ele vinham seus ‘elogios’. Do ‘como você se veste bem’, logo eu estava ouvindo: ‘como a sua cintura é fina’, ‘fico olhando a sua bundinha e imaginando seu peitinho’, ‘você nunca vai dar para mim?’.”

Segundo ela, os episódios incluíram também contato físico sem consentimento.

“Em fevereiro de 2017, dentro do camarim da empresa, na presença de outras duas mulheres, ele colocou a mão esquerda na minha genitália. Sim, ele colocou a mão na minha b***** e ainda disse que esse era seu desejo antigo. Elas? Elas, que poderiam estar eu meu lugar, não ficaram constrangidas. Chegaram até a rir de sua ‘piada’. Eu? Eu me vi só, desprotegida, encurralada, ridicularizada, inferiorizada, invisível. Senti desespero, nojo, arrependimento de estar ali. Não havia cumplicidade, sororidade. Mas segui na engrenagem, no mecanismo subserviente. Nos próximos dias, fui trabalhar rezando para não encontra-lo. Tentando driblar sua presença para poder seguir. O trabalho dos meus sonhos tinha virado um pesadelo.”

Tonani afirma que procurou as instâncias responsáveis pelos funcionários da Rede Globo e que o setor de Recursos Humanos lhe prometeu tomar as medidas cabíveis.

“Acusei o santo, o milagre e a igreja. Procurei quem me colocou ali. Fui ao RH. Liguei para a ouvidoria. Fui ao departamento que cuida dos atores. Acessei todas as pessoas, todas as instâncias, contei sobre o assédio moral e sexual que há meses eu vinha sofrendo. Contei que tudo escalou e eu não conseguia encontrar mais motivos, forças para estar ali. A empresa reconheceu a gravidade do acontecimento e prometeu tomar as medidas necessárias. Me pergunto: quais serão as medidas? Que lei fará justiça e irá reger a punição? Que me protegerá e como?

Sinto no peito uma culpa imensa por não ter tomado medidas sérias e árduas antes, sinto um arrependimento violento por ter me calado, me odeio por todas às vezes em que, constrangida, lidei com o assédio com um sorriso amarelo. E, principalmente, me sinto oprimida por não ter gritado só porque estava em meu local de trabalho. Dá medo, sabia? Porque a gente acha que o ator renomado, 30 e tantos papéis, garanhão da ficção com contrato assinado, vai seguir impassível, porque assim lhe permitem, produto de ouro, prata da casa.

[…] Falo em meu nome e acuso o nome dele para que fique claro, que não haja dúvidas. Para que não seja mais fofoca. Que entendam que é abusivo, é antigo, não é brincadeira, é coronelismo, é machismo, é errado. É crime”, finalizou.

Em nota, a Rede Globo disse a CLAUDIA que está apurando o caso. “Repudiamos toda e qualquer forma de desrespeito, violência ou preconceito. E zela para que as relações entre funcionários e colaboradores da emissora se deem em um ambiente de harmonia e colaboração, de acordo com o Código de Ética e Conduta do Grupo Globo. Todas as questões são apuradas com rigor, ouvidos todos os envolvidos, em busca da verdade. Desta forma e tendo o respeito como um valor inegociável da empresa, esse assunto foi apurado e as medidas necessárias estão sendo tomadas”,  afirmou a Comunicação da emissora.

Fonte: MSN


Globo apoia protestos contra José Mayer


Funcionárias da TV Globo no Rio de Janeiro estão trabalhando nesta terça-feira com uma camiseta que traz estampada a frase "Mexeu com uma, mexeu com todas". Trata-se de um protesto contra o ator José Mayer, acusado de assediar sexualmente a figurinista Susllem Meneguzzi Tonani. Ela o acusa de chamá-la de "vaca" e de passar a mão em sua genitália.
O protesto tem o apoio da cúpula da emissora, que ontem (3) decidiu cancelar a escalação de Mayer para a novela que Aguinaldo Silva escreve para a faixa das 21h. Mayer interpretaria o personagem Sampaio e faria par com Lilia Cabral, repetindo parceria de Fina Estampa (2011). A direção trata o movimento dos funcionários como "uma manifesfação contra um comportamento social", não como um protesto.

A camiseta está sendo usada por funcionárias de todos os escalões, de todas as áreas. Ontem, foi vendida nos estúdios por R$ 22 cada uma. Atrizes como Drica Moraes, Tainá Muller, Luisa Arraes, Alice Wegmann e Mariana Xavier estão vestindo a peça, que traz também a hashtag #ChegadeAssedio.


A denúncia contra José Mayer mobilizou funcionários e executivos da Globo no final de semana. Ontem, o diretor-geral da emissora, Carlos Henrique Schroder, se reuniu com os principais diretores da área artística e manifestou apoio ao movimento contra o assédio. Ele pediu para os chefes, gerentes e diretores tentarem ser mais próximos dos subordinados, para ouvirem mais os funcionários e, assim, evitarem que casos de abuso cheguem a extremos como o de Susllem.

No começo da noite de ontem, Schroder enviou um e-mail aos funcionários da casa reafirmando o apoio ao protesto e respondendo a quatro perguntas que funcionam como uma cartilha de ação em casos de desrespeito entre profissionais.

A denúncia contra José Mayer ocorreu há mais de um mês, mas só ganhou visibilidade na última sexta-feira (31), quando o blog #AgoraÉQueSãoElas, da Folha de S.Paulo, publicou um corajoso depoimento de Sussllem, a vítima do ator.

No texto, escrito em primeira pessoa, a assistente de figurinista diz que o assédio começou há oito meses, com frases do tipo "Como você é bonita" e "Como você se veste bem", que logo evoluíram para "Fico olhando a sua bundinha e imaginando seu peitinho".

Em fevereiro último, dentro de um camarim dos Estúdios Globo e na frente de duas camareiras, Mayer teria colocado a mão esquerda na genitália de Susllem, que decidiu denunciar a agressão à emissora. Com o fim de seu contrato para trabalhar na produção da novela A Lei do Amor, Sussllem levou seu drama à imprensa.

Em sua defesa, Mayer afirmou que respeita "muito as mulheres, meus companheiros e o meu ambiente de trabalho e peço a todos que não misturem ficção com realidade". Ele deu a entender que houve uma confusão entre sua personalidade e a do personagem que interpretava em A Lei do Amor.

"As palavras e atitudes que me atribuíram são próprias do machismo e da misoginia do personagem Tião Bezerra, não são minhas!", afirmou em nota.


Leia o e-mail enviado por Carlos Henrique Schroder aos funcionários da Globo:

Hoje, tivemos uma reunião que considero muito importante. Ouvi com muita atenção cada uma das colocações de vocês, principalmente no que diz respeito a sempre nos comunicarmos melhor. Por isso resolvi mandar este e-mail, para que vocês estejam alinhados com o que pensamos, o que respondemos e o que fazemos. Temos sido questionados por várias pessoas da imprensa sobre nossa posição como Globo. Estas quatro perguntas e quatro respostas sintetizam nossa posição. E resolvemos compartilhar com cada um de vocês. Mesmo porque, você é nosso maior disseminador. Como acreditamos que você também está sendo cobrado e perguntado, compartilhar nossa visão e nossas respostas seguramente pode ajudar nas suas. Estamos juntos e seguros de que estamos agindo conforme nossa consciência, dentro dos mais profundos compromissos com todos os nossos colaboradores e com o Respeito. Qualquer dúvida, pode perguntar. Abraço, Schroder. 

José Mayer teve sua escalação suspensa da novela de Aguinaldo Silva como punição pela acusação de assédio? 
A Globo decidiu não escalar José Mayer para a próxima novela das nove de Aguinaldo Silva, prevista para ir ao ar em 2018. Essa é uma atitude isenta e responsável da Globo de não dar visibilidade a uma das partes envolvidas numa questão que é visceralmente contra tudo que a Globo acredita. E não é uma atitude isolada. A atitude da Globo será sempre essa. A de defender que casos como esse devem ser apurados, ouvindo e oferecendo todo apoio às duas partes, dando possibilidade para que a verdade aflore e criando condições para que não se repitam. Foi isso que fizemos. E é isso que sempre faremos. 

Soubemos que diferentes profissionais da emissora estão se reunindo entre si e com a direção desde o fim de semana para tratar desse assunto. Procede? 
Neste final de semana, houve uma reunião organizada por profissionais da empresa para a qual a Globo foi convidada e esteve presente. E hoje houve uma reunião extraordinária nos Estúdios Globo com os principais líderes do entretenimento para conversarmos franca e abertamente sobre este caso. Mas é importante que se diga que reuniões de trabalho acontecem e acontecerão sempre que forem necessárias, principalmente quando disserem respeito a fatos contrários aos nossos valores. Isso está em total alinhamento com a nossa gestão de transparência e diálogo permanente.

Além disso, o fato de termos um processo de compliance estruturado, dentro do Grupo Globo, reflete a nossa crença de que nenhum assunto deve ficar sem análise, sem apuração e sem atitude tomada. É assim hoje e assim será sempre. Não compactuamos com atitudes que contrariam o Respeito que defendemos. Essa acabou sendo mais uma oportunidade para que a Globo reforce crenças de respeito à diversidade, ao ser humano, que existem na emissora há tempos. Tudo que tem sido discutido internamente, todas as dúvidas que têm sido tiradas, têm como base o Código de Ética e de Conduta do Grupo que prega esses valores desde sempre. 

Como serão tratadas as funcionárias que forem trabalhar com a camiseta ‘Mexeu com uma, mexeu com todas’? A Globo sabe dessa mobilização? 
Não só sabemos como apoiamos. Temos conhecimento dessa iniciativa e ela será bem recebida, pois está absolutamente alinhada com as crenças e os valores da empresa. Nós, assim como nossos funcionários, defendemos a transparência, a liberdade de expressão e a mobilização para as causas nas quais acreditamos. Nossos funcionários e funcionárias que vierem vestidos com a camiseta amanhã terão como companhia nossos executivos e diretores, com ou sem camiseta o Respeito é uma causa comum a todos. Não tem como ser diferente.

É verdade que a Globo está produzindo uma campanha interna pelo Respeito?
A campanha já existe, se chama ‘Tudo Começa Pelo Respeito’ e está no ar desde agosto do ano passado. Com desdobramentos na dramaturgia, no futebol, na Fórmula 1, no discurso de nossos autores, diretores e executivos. Está é a verdade da Globo, o que ela prega e no que ela acredita. O que a Globo fala, ela faz. O que ela faz, ela fala.

Fonte: Notícias da TV


José Mayer divulga carta com pedido de desculpas


No "Jornal Hoje", Evaristo Costa leu a carta e em nome da Globo, pediu desculpas à figurinista e afirmou que a emissora apoia a iniciativa de atrizes como Sophie Charlotte, Drica Moraes e Bruna Marquezine, que levantaram-se contra o assédio usando uma camiseta com a estampa “Mexeu com uma mexeu com todas”. O próprio Evaristo aderiu à campanha e publicou um post com a frase no Twitter. Mais tarde, o texto também foi lido por Otaviano Costa no “Vídeo Show”.

Leia na íntegra:

“Carta aberta aos meus colegas e a todos, mas principalmente aos que agem e pensam como eu agi e pensava:

Eu errei.

Errei no que fiz, no que falei, e no que pensava.

A atitude correta é pedir desculpas. Mas isso só não basta. É preciso um reconhecimento público que faço agora.

Mesmo não tendo tido a intenção de ofender, agredir ou desrespeitar, admito que minhas brincadeiras de cunho machista ultrapassaram os limites do respeito com que devo tratar minhas colegas. Sou responsável pelo que faço.

Tenho amigas, tenho mulher e filha, e asseguro que de forma alguma tenho a intenção de tratar qualquer mulher com desrespeito; não me sinto superior a ninguém, nao sou.

Tristemente, sou sim fruto de uma geração que aprendeu, erradamente, que atitudes machistas, invasivas e abusivas podem ser disfarçadas de brincadeiras ou piadas. Não podem. Não são.

Aprendi nos últimos dias o que levei 60 anos sem aprender. O mundo mudou. E isso é bom. Eu preciso e quero mudar junto com ele.

Este é o meu exercício. Este é o meu compromisso. Isso é o que eu aprendi.

A única coisa que posso pedir a Susllen, às minhas colegas e a toda a sociedade é o entendimento deste meu movimento de mudança.

Espero que este meu reconhecimento público sirva para alertar a tantas pessoas da mesma geração que eu, aos que pensavam da mesma forma que eu, aos que agiam da mesma forma que eu, que os leve a refletir e os incentive também a mudar.

Eu estou vivendo a dolorosa necessidade desta mudança. Dolorosa, mas necessária.

O que posso assegurar é que o José Mayer, homem, ator, pai, filho, marido, colega que surge hoje é, sem dúvida, muito melhor.

José Mayer”


Antigos atores divulgam nova “Malhação”


Ainda que esteja concentrando seus esforços em "A Força do Querer", sua próxima estreia, a Globo já começou a produzir a divulgação de Malhação - Viva a Diferença" e para isso resgatou alguns atores que passaram pelo folhetim.

Em um teaser divulgado nesta sexta-feira (31), a emissora escalou nomes como Thiago Lacerda, Paulo Betti, Aline Dias, Felipe Roque, Lucas Lucco, Rafael Vitti, Humberto Carrão, André Marques, Leo Jaime e Isabella Santoni para enaltecer que eles possuem em comum as diferenças - mote desta nova fase.

Todos estes nomes já passaram por "Malhação" em diferentes fases. Alguns deles até em mais de uma temporada, como é o caso de Paulo Betti, que atuou em três fases distintas com personagens totalmente diferentes.

A chamada se encerrava com o texto: "Gente que tá começando, grandes nomes, talento de muitas idades, origens e sotaques. Todo mundo é diferente. Mas o segredo pra chegar lá é o mesmo: talento e muita malhação".

Estreia - A nova temporada de "Malhação", que terá como subtítulo "Viva a Diferença", será protagonizada por cinco jovens - Gabriela Medvedovski, Heslaine Vieira, Ana Hikari, Manoela Aliperti e Daphne Bozaski, de diferentes classes sociais, origens e personalidades. Pela primeira vez, a trama será ambientada em São Paulo.

Estão no elenco outros nomes já conhecidos do público, como Malu Galli, Lucio Mauro Filho, Aline Fanju, Angelo Antonio, Marcello Antony e Giovanna Grigio. A autoria é assinada por Cao Hamburger e com direção de Paulo Silvestrini.

Fonte: Na Telinha


Filho de Marinalva faz sucesso após prova no BBB


A tensão dos telespectadores da prova classificatória do “BBB17” foi suavizada pela presença do filho de Marinalva entre os competidores. Com 1,91m de altura, a beleza de Robert, que é atleta de canoagem oceânica, chamou atenção de quem acompanhava o programa e virou um dos assuntos mais comentados da noite. Até Emilly reparou no rapaz.

“Tem um corpão! Que menino bonito”, elogiou a sister.

Mas, meninas do Brasil, é melhor não criarem muita esperança porque o rapaz é comprometido. Há um ano e dois meses ele namora Camila Souza.

— Ela é uma mulher muito inteligente e tem me ajudado a administrar o Instagram. Ela é tranquila, mas tem um ciúme controlado. Agora não tem jeito, né? Vai ter que se adaptar — conta o atleta de canoagem, que está aprendendo a lidar com o assédio: — Estou dando risada até agora. É maneira essa repercussão, acho legal. A minha namorada gosta (do meu corpo atlético), mas eu sou um homem que já chama atenção por causa da altura e ser um pouquinho forte. Mas nada demais, sou um cara normal, que anda na rua e fala com todo mundo.


Em menos de 24 horas, Robert passou dos 385 seguidores para 3.825 em seu perfil no Instagram:

— Fui para a prova sem o meu aparelho celular, quando voltei eu não consegui mandar mensagem para Camila por causa da quantidade de mensagens que havia. Tive que ligar para ela, que me mandou os prints do que as pessoas estavam falando. O pessoal do #TeamMarinalva também me mandou: — comenta o atleta, que quer aproveitar esse sucesso repentino para conseguir apoio: — Comecei a movimentar o Instagram agora pensando em ganhar patrocínio, né?

Prova

Robert soube que faria uma participação no “BBB17” no sábado, dia 1º de abril.

— Tinha que ser um parente de primeiro grau. A gente não sabia como seria a disputa, mas eu achei que seria o mais preparado para estar lá — explicou o filho de Marinalva.

Já de volta a São Paulo, ele diz que não conseguiu conversar com os familiares dos outros confinados:

— Eu só os vi na hora que estávamos indo para a disputa. E, depois, também não nos falamos muito, só nos cumprimentamos. Foi muito rápido.

Fonte: Jornal Extra


Alice Wegmann fará supersérie de Lícia Manzo


Na reta final de "A Lei do Amor", Alice Wegmann já está escalada para a supersérie de Lícia Manzo, "Jogo da Memória", que virá em 2018. As informações são do jornal O Globo.

Desde 2012 emendando papéis na emissora carioca, Alice terá uma personagem de destaque na supersérie.

Adriana Esteves a interpretará numa outra fase da trama. Serão várias cronologias que vão se entrelaçar.

"Jogo da Memória" seria uma novela das 23h este ano, com direção de José Luiz Villamarim, o mesmo de "Justiça", mas acabou se transformando numa supersérie, como "Os Dias Eram Assim", que estreia em abril.

Os testes de "Jogo da Memória" começarão ainda este ano, sob o comando de Thiago Teitelroit e Allan Fiterman.

Fonte: Na Telinha


Sophia Abrahão deve ser efetivada no 'Vídeo Show'


Depois de estrear na bancada do “Vídeo Show” em fevereiro, cobrindo as férias de Otaviano Costa, Sophia Abrahão voltou a apresentar o programa, nesta quinta-feira (23), desta vez para substituir Joaquim Lopes, que tirou o dia de folga.

“Estava com saudades. Voltei com tudo“, disse ela no início do programa, que apresentou ao lado de Otaviano Costa. Joaquim Lopes voltará ao comando do Vídeo Show na sexta-feira (24), porém já está decidido que é Sophia Abrahão quem irá substituí-lo durante suas férias, em abril.

Com a saída de Rafael Cortez do elenco do “Vídeo Show” – o humorista vai substituir Felipe Andreoli no “Encontro com Fátima Bernardes –, especula-se que Sophia Abrahão venha a se tornar integrante fixa na apresentação do programa. A Rede Globo confirmou que tem interesse em manter a atriz na atração. A ideia é transformá-la em repórter após o retorno de Joaquim Lopes.


Dança das cadeiras - Depois de passar algum tempo no comando do “Vídeo Show”, Rafael Cortez deixará a atração para substituir Felipe Andreoli no programa “Encontro com Fátima Bernardes”, de acordo com informações do colunista Flavio Ricco do “UOL”. A mudança vai gerar uma verdadeira dança das cadeiras entre os apresentadores da casa.

Felipe Andreoli deixou o programa de Fátima Bernardes para apresentar o “Esporte Espetacular”, ao lado de Fernanda Gentil, substituindo Flávio Canto, que seguirá fazendo reportagens para todos os programas de esportes da Globo; comandará o “Projeto Tóquio”, que acompanhará 10 atletas até os Jogos de 2020; e também apresentará um reality show sobre a luta pela vida através do judô, esporte pelo qual competia. Rafael Cortez assumirá todas as funções do ex-colega de “CQC” no “Encontro”: fazer matérias e apresentar a atração ao lado de Ana Furtado nas ausências da titular.

Com a saída de Rafael Cortez do “Vídeo Show”, sua vaga no vespertino pode ser preenchida em definitivo por Sophia Abrahão, que recentemente substituiu Otaviano Costa, durante suas férias. A data de estreia de Rafael no “Encontro” ainda não foi definida, por conta de seus atuais compromissões no “BBB 17″.

Fonte: Yahoo~


Globo pode ter novo diretor geral


É forte nos corredores do Projac a informação de que o diretor geral da Globo, Carlos Henrique Schroder, prepara-se para deixar o cargo até agosto.

Schroder assumiu o posto em 2012, e promoveu mudanças significativas. É responsável, por exemplo, por deixar o “Jornal Nacional” mais informal.

Também realizou duros cortes orçamentários. É dele a política de enxugar o quadro de atores e diretores, que, salvo raras exceções, agora são contratados somente por obra.

Como resultado, nomes antigos da casa, como os diretores Luiz Fernando Carvalho e Wolf Maya, acabaram demitidos.

Fonte: Veja


Giulia Costa faz teste para novela do SBT


Longe da TV desde 2016, quando foi uma das protagonistas de “Malhação”, Giulia Costa esteve no SBT fazendo testes para a próxima novela da emissora paulistana. Segundo o colunista Flávio Ricco, do “UOL”, a atriz veio a São Paulo acompanhada da mãe famosa, Flávia Alessandra.

Enquanto não volta a trabalhar, Giulia Costa contou em recente entrevista que tem se dedicado a estudar para se aprimorar na profissão. “Sofri um momento de abstinência depois que acabou Malhação… Estou fazendo curso de cinema, teatro e estudando. E estou solteira”, contou ela ao site “Purepeople”.

Sobre a relação com a mãe, a atriz já revelou que tem em Flávia Alessandra sua melhor amiga. “Sempre que tenho qualquer dúvida pergunto para ela, sobre relacionamentos… Ela sempre dá o conselho e termina com ‘mas segue o seu coração’. Aí, eu fico: ‘mãe, não sei o que meu coração está mandando!'”, contou Giulia Costa ao “Gshow”.

Fonte: Yahoo


Giovanna Antonelli planeja se mudar para Portugal


Durante um evento em Lisboa, para promover a novela “Sol Nascente” em Portugal, Giovanna Antonelli contou que tem planos de morar no país com a família. A atriz contou, em entrevista ao jornal português “Diário de Notícias”, que está procurando escola para os filhos no local.

“O meu marido quer fazer cursos de entretenimento e gestão de marketing na Europa. Por isso, estamos à procura de escola para as crianças, o que não é fácil porque temos três filhos”, contou à publicação. Leonardo Nogueira, marido da atriz, é diretor da Globo.

Giovanna Antonelli pretende se mudar para Portugal com ele e os filhos, Pietro, Sofia e Antonia, em agosto e revelou que tem muito carinho pelo país. “Primeira vez que vim a Portugal foi há 20 anos. Sempre fui tratada com muito amor“, disse a atriz, que não descartou a possibilidade de atuar fora do Brasil: “Desde que dê para conciliar”.

Fonte: Yahoo


Angélica sofre acidente doméstico


As surpresas da coletiva de imprensa do ‘Estrelas’ não pararam na 11ª temporada do programa: a apresentadora Angélica apareceu de muletas e bota ortopédica diante dos jornalistas. Ela contou aos presentes que caiu da escada de sua casa na última terça-feira e machucou o pé direito.

Angélica volta à grade de programação da emissora em 8 de abril e estreia, dentro da atração que comanda, o quadro Estrelas Solidárias. A apresentadora viajará o Brasil em busca de instituições que fazem algum tipo de trabalho social. ‘Estrelas’ vai ao ar aos sábados na Globo, antes do programa de auditório ‘Caldeirão do Huck’.

Casada com o apresentador Luciano Huck, 45, há 13 anos, Angélica, 43, revelou durante uma recente conversa com o portal “UOL” que ela nem sempre acompanha o programa do marido na TV Globo.

“Não assisto ao programa dele muitas vezes por causa do choro. Tanto ele quanto eu não gostamos de fazer ninguém chorar. Também não gosto de ficar chorando nas gravações. Não estou lá para chorar, estou lá para mostrar uma realidade. Infelizmente a situação do nosso país é essa. Fico feliz de ver as pessoas se emocionando, mas a ideia não é fazer ninguém chorar”, explicou a loira citando o semanal “Caldeirão do Huck”.

Ainda na entrevista, Angélica comentou sobre a nova temporada do “Estrelas” que estreia em abril com o foco na solidariedade. “É um sentimento de que preciso fazer muito mais. Mesmo ajudando financeiramente ou com um telefonema, dá uma sensação de querer mais, a doação do seu tempo é diferente. Isso está me motivando a querer fazer isso também. Às vezes você pede ajuda para alguém e as pessoas te criticam por você estar pedindo. Sempre tem aquele espírito de porco que vai lá para dar aquela tumultuada em uma campanha. O importante é você se sentir bem fazendo e dane-se o que as pessoas vão achar“, declarou.

Fonte: Veja/Yahoo


Pai de Tiago Leifert deixa a Globo


Gilberto Leifert, hoje também (ou mais) conhecido como pai do apresentador Tiago Leifert, do Big Brother Brasil, está se aposentando da Globo. Gilberto, que atua há trinta anos na emissora, anunciou em um evento interno do canal que deixa o comando da Central Globo de Relações com o Mercado (CGRM) em julho deste ano.

“Quero me reinventar”, diz, sem contudo adiantar qualquer projeto pessoal. “O que quero é ter mais tempo para ler e escrever, coisas de que gosto.” Gilberto Leifert, de 66 anos, começou a trabalhar aos 13 em redação de jornal.

Gilberto, que é jornalista de formação como o filho, é também presidente do Conar, o Conselho Nacional de Autorregulação Publicitária. Até o fim do mantado, em julho de 2018, ele permanece na entidade.

Fonte: MSN


Silvio Santos faz desabafo sobre a velhice


Silvio Santos surpreendeu a audiência do “Roda a Roda Jequiti” (SBT) no domingo (2) ao fazer um desabafo sobre a velhice. No meio de um quadro, o apresentador de 86 anos, que passou os primeiros meses do ano de férias nos Estados Unidos, confidenciou que “nem lembrava mais desse programa”.

“Quem estava fazendo esse programa?”, perguntou à produção, que disse que Sílvia Abravanel estava por trás da atração. “Aqui está a família toda. Nepotismo, né? Está a Silvinha, a Patrícia, o meu neto. Qual o nome dele? Ah, o Tiago. A Rebeca… está o Silvio Santos!”, brincou.

Para justificar os esquecimentos, Silvio resolveu falar sobre sua idade. “Sabe como é, a memória está acabando. Aliás, não é só a memória que está acabando não. Acabou o cabelo… o cabelo não, que eu ainda tenho um pouco, mas tenho que pintar. Dentadura? Postiça, é claro. Sexo? Não existe mais. Não sei para que eu estou vivendo. Estou vivendo para fazer ‘Roda a Roda’?”, disse.

O vídeo do desabafo viralizou e vários fãs do dono do SBT resolveram expressar seu carinho por Silvio Santos nas redes sociais.

Fonte: Yahoo


Xuxa diz que pretende fechar sua fundação


Xuxa conversou com seus seguidores no Instagram na noite desta quarta-feira e afirmou que pretende fechar a Fundação Xuxa Meneghel, que promove atividades educativas e assistência a crianças e adolescentes carentes desde 1989. “O Brasil está em crise e eu não estou conseguindo levar a FXM sozinha. Dói muito, mas é verdade. Vai ser o último ano”, escreveu, respondendo um seguidor.

A apresentadora afirmou que já cansou de pedir ajuda para a fundação. “É muita grana, deixa para lá, eu já desisti de pedir. É ruim, chato, cansativo. Eu entendo que as pessoas não podem ajudar… mas eu também não posso seguir sozinha com as despesas. Mas foram 27 anos de muitas histórias lindas.” Em outra mensagem, ela revelou que gasta 1,8 milhão por ano para manter a instituição. “É muito pesado, não dá.”

Procurada, a assessoria de imprensa da apresentadora afirmou que ainda não tem um posicionamento e não pode confirmar a informação. A Fundação Xuxa Meneghel afirma que a apresentadora comenta sobre a crise econômica e as dificuldades para manter a instituição desde o ano passado, mas que não recebeu nenhum comunicado oficial sobre o assunto.

Fonte: Veja


Adnet e Dani Calabresa confirmam separação


O casamento de Marcelo Adnet e Dani Calabresa chegou ao fim. Adnet e Calabresa estavam juntos desde 2007, mas oficializaram a relação três anos mais tarde, no dia 15 de maio de 2010. A notícia foi confirmada ao jornal “Estado de São Paulo” pela assessoria de imprensa do humorista.

Nos últimos anos, os humoristas tiveram algumas crises no relacionamento, sobretudo pelas duas vezes em que Marcelo Adnet foi flagrado beijando outras mulheres nas ruas do Rio de Janeiro. A primeira traição foi flagrada em 2014 e a outra, em 2016.

Os rumores do fim do casamento surgiram no final do ano passado, quando os dois participaram da premiação Melhores do Ano, do Domingão do Faustão. Dani, após receber um prêmio, cumprimentou o agora ex-marido com um beijo no rosto e não interagiu com ele nos bastidores do programa.

Fonte: Veja


Patrícia Poeta comemora fase atual


Foi a vontade de trabalhar em outros formatos que levou Patrícia Poeta a trocar o departamento de jornalismo, em novembro de 2014, pela área de entretenimento da Globo. Uma das apresentadoras do semanal “É de casa”, que completa dois anos em agosto, a jornalista, de 40 anos, segue inquieta. Ela estreia nesta segunda-feira, dia 3, no comando do reality “Caixa de costura”, às 19h, no GNT. O programa será exibido de segunda a sexta-feira com a intenção de revelar novos costureiros.

— Eu queria muito começar do zero depois que deixei o telejornalismo. Fiz 40 anos em outubro, estou mais madura, mas ainda com energia. Quando saí do “Jornal Nacional” (do qual ela foi apresentador por três anos) eu pensava nisso. Queria estar com força para recomeçar. Tenho toda uma experiência em TV, mas são áreas completamente diferentes.

Contratada da Globo desde 2000, Patrícia, que estreou na Band dois anos antes, está em um momento de pôr seus novos planos em prática.

— Fechei o meu ciclo no jornalismo e tive as melhores oportunidades. Passei pelo “SPTV — Primeira edição”, pelo “Jornal Hoje”, aos sábados, fui moça do tempo, trabalhei como correspondente em Nova York por cinco anos. Apresentei ainda o “Fantástico” e o “JN”, onde ancorei a Copa do Mundo no Brasil e as últimas eleições presidenciais. Para mim, as coisas têm um tempo de aprendizado e de serem experimentadas. Não vivo de passado e nem tenho saudade. Sinto, sim, falta das pessoas com quem trabalhei como jornalista — diz.

No novo programa do GNT, Patrícia estará no centro de uma disputa. A cada episódio, que terá sempre um tema específico, três competidores precisam recriar peças clássicas e propor soluções criativas de customização e reaproveitamento de peças.

— É muita pressão e correria. Os competidores trabalham com um deadline apertado, mas espero que o programa sirva de vitrine para esses profissionais — diz.


Ela gravou as 20 edições do reality em São Paulo, sem deixar o “É de casa”:

— Trabalhei muito para dar conta, inclusive em alguns fins de semana. A gente chegava ao estúdio às 7h da manhã e só voltava para o hotel às 22h. Muitas vezes pegava a última ponte aérea para o Rio.

Apesar de contar com a ajuda de dois estilistas no júri fixo — Isabela Capeto e André Lima —, Patrícia revela que teve que dar sua opinião para desempatar o resultado em um dos episódios do reality.

— Os participantes vieram dos mais diferentes lugares do Brasil. Todos eles tiveram a oportunidade de contar um pouco de suas histórias. Eu gosto de conhecer pessoas e confesso que me emocionei durante as gravações. Houve um momento em que tive que me conter para continuar falando — recorda.

Por ser um reality, o programa não tinha um roteiro completamente definido.

— Consegui improvisar. Eu não usei teleprompter. Você precisa ter muito jogo de cintura e, muitas vezes, tem que bancar o psicólogo com os participantes.

A jornalista conta que teve a chance de viver uma experiência bem diferente com “Caixa de costura”:

— No “É de casa” é tudo mais informal, conversamos com os convidados e com o público. São três horas ao vivo, mas eu gosto dessa adrenalina, mesmo quando as coisas dão errado. Ali era uma competição.

AULAS EM CIMA DO SALTO - Além de aparecer em novas funções na TV desde que deixou o departamento de jornalismo, Patrícia chamou a atenção do público ao emagrecer dez quilos após a estreia do “É de casa”.

— Quando saí do “JN” fiquei uns meses fora do ar desenvolvendo o projeto de um novo programa (que ainda permanece inédito). Cheguei ao auge do meu peso naquele período, o meu colesterol aumentou. Passei por uma reeducação alimentar.

Até hoje a jornalista ouve perguntas das telespectadores sobre sua dieta.

— É uma curiosidade natural — diz ela, que faz ainda aulas de samba, ballet fitness e stiletto (uma dança em cima do salto).

Fonte: O Globo


‘Rock Story’ conquista com trama ágil e bem amarrada 
 

No ar desde novembro do ano passado, "Rock Story" completará cinco meses no ar com um fôlego acima do normal e muita história pra contar.

Histórias essas que não cessam. De autoria de Maria Helena Nascimento e direção geral de Dennis Carvalho e Maria de Médicis, a "vibração das sete", como foi anunciada nas chamadas de estreia, revelou recentemente dois grandes mistérios sem a menor cerimônia para o telespectador.

O primeiro, de que Lázaro (João Vicente de Castro) roubou a música "Sonha Comigo" de Gui Santiago (Vladimir Brichta) e não Léo Régis (Rafael Vitti), como ele havia imaginado.

Este "mistério" começou com tudo nas primeiras semanas, mas deu lugar a outras histórias conforme elas caminharam. Voltou como num estalo para o público e já "solucionado". Lázaro é quem roubou a música de Gui e usou um laranja em Goiânia para assinar a farsa.

Outro, é o de quem roubou a aparelhagem da Som Discos com o novo disco de Gui Santiago. A história havia esfriado, e quando ninguém mais lembrava, a trama surgiu com um homem tentando extorquir ainda mais dona Néia (Ana Beatriz Nogueira), quem arquitetou todo o plano do crime.

Geralmente, esse tipo de história se arrasta, tem reviravoltas, chegando a criar barrigas. Maria Helena Nascimento conseguiu fazer histórias caminharem com naturalidade.


Câncer e banda 4.4 - A história de Nicolau (Danilo Mesquita) surge como uma das mais comoventes do folhetim. Com um câncer desde o início, se curou, mas a doença voltou. E com tudo. Nesse tempo, muita coisa aconteceu.

JF (Maicon Rodrigues) já não namora mais Luana (Joana Borges) e nem se lembra de que um dia namorou, está superado. Zacarias (Nicolas Prattes) já não é mais arisco com o pai, pelo contrário, construiu grandes laços, e de quebra, engatou um romance com Yasmin (Marina Moschen).

Tom (João Vitor Silva) já teve pequenas paixonites, mas seu personagem também movimentou a história, como quando também era interessado por Yasmin.

Como se não bastasse, a banda ganhou Jaílson (Enzo Romani) como novo integrante, já que Nicolau teve que se afastar dos palcos para tratar do câncer. Tudo isso com a trama mostrando a recuperação de Jaílson como ser humano, de maneira gradativa. De uma delicadeza absurda.

Dá-lhe rotação - O núcleo de Nelson (Thelmo Fernandes) também tem seus conflitos. Amanda (Laís Pinho) apareceu para perturbar seu casamento com Edith (Viviane Araújo) como sua filha e Vanessa (Lorena Comparato) teve seus momentos de protagonismo ao se aliar à Júlia (Nathalia Dill).

Júlia e Lorena (Nathalia Dill), aliás, conseguiram fazer com que "Rock Story" girasse ainda mais, fazendo com que a trama não ande em círculos. Dos Estados Unidos para o Brasil, e Júlia, da cadeia para as ruas.

Em sua estreia como autora solo, Maria Helena Nascimento mostra o frescor que o horário precisava para se manter ascendente. Em anos, não se via uma trama tão bem construída e bem amarrada. Sem barrigas. Sem enrolações. Em constante movimento.

O desafio é que "Rock Story" mantenha a pegada até o dia 3 de junho, quando termina. Há ainda mais dois meses no ar e embora não seja fácil, a autora tem tudo pra continuar fazendo a novela andar com essa naturalidade e sem ludibriar o telespectador.

Fonte: Na Telinha



TV Paga X TV aberta: entenda essa guerra


Marcelo de Carvalho, vice-presidente da RedeTV!, em discurso contra a TV por assinatura

Nesta quarta-feira (29) acontecerá o maior teste da implantação da TV digital no Brasil, iniciada há quase dez anos. O apagão analógico na Grande São Paulo, no entanto, ganhou contornos dramáticos não pela quantidade de gente que deixará de receber TV aberta pelas antenas, mas pela possibilidade de milhões de assinantes da Net, Sky, Claro e Vivo ficarem sem acesso à Record, ao SBT e à RedeTV! no decodificador da TV paga.

Desde a última sexta-feira, as emissoras bombardeiam suas programações e redes sociais com alertas de que deixarão de ser distribuídas pelas operadoras na quarta. Acusam as empresas de TV por assinatura de se recusarem a pagar por seus sinais. Telespectadores e fiéis da Igreja Universal também estão sendo mobilizados a protestarem. Há interesses milionários em jogo. Confira:

Reivindicação legítima
Com a nova lei da TV por assinatura, a 12.485, de 2011, as emissoras de TV aberta ficaram autorizadas a vender seus sinais digitais para as operadoras de TV paga, mesmo sendo concessões públicas de distribuição gratuita. O sinal analógico continua, obrigatoriamente, sendo cedido gratuitamente. A Globo, desde 2014, já cobra por seus sinais digitais.

Com o desligamento da TV analógica na Grande São Paulo, isso passa a ser relevante. Por isso, Record, SBT e RedeTV! se juntaram e criaram uma empresa, a Simba, para negociar seus sinais com as operadoras.

O que vai acontecer?
A partir da próxima quarta, a Net e a Vivo, que operam em cabo na Grande São Paulo, precisarão de autorização das emissoras para carregarem suas programações. Essa autorização pode ser por cessão gratuita ou por acordos comerciais. Record, SBT e RedeTV! ainda não autorizaram as operadoras a carregarem seus sinais digitais, porque querem cobrar por eles.

Sem essa permissão, Net e Vivo terão que tirar as três emissoras de seus pacotes na Grande São Paulo. O mesmo vale para a Oi, a Sky e a Claro, que transmitem em satélite para todo o país sinais gerados na capital paulista. As negociações entre emissoras e operadoras serão intensas neste início de semana _que promete fortes emoções.

Quanto vale o show?
A Simba estima que poderá cobrar das operadores até R$ 15 por assinante pelos sinais das três redes abertas e por canais pagos que pretende lançar no futuro. Isso daria uma receita anual de R$ 3,5 bilhões por ano, ou três vezes o faturamento do SBT. Executivos mais conservadores (e realistas) das próprias emissoras, no entanto, se contentam com um faturamento anual de R$ 500 milhões com a TV por assinatura (a ser compartilhado pelas três redes).

Para se ter uma ideia para comparação, estima-se no mercado que o Grupo Globo vende seus canais (incluindo a própria Globo) por R$ 20 mensais por assinante. A Fox teria negociado com a Sky, após turbulenta negociação em janeiro, por R$ 4,00 por seus canais básicos.


Silvio Santos em seu programa no SBT: assinantes de TV paga podem ficar sem sinal do SBT

Por que as emissoras estão brigando?
Record, SBT e RedeTV! estão dizendo que as empresas de TV paga se recusam a remunerar seus sinais. Isso não é verdade. A ABTA (Associação Brasileira de TV por Assinatura) reconhece a legitimidade da cobrança do sinal, mas afirma que, até agora, nenhuma proposta comercial, com um preço definido, chegou à mesa das operadoras. Se não houve proposta, não podem ser acusadas de intransigência.

As emissoras, no entanto, já receberam sinais das operadoras de que não será fácil tirar dinheiro delas. Durante a tramitação do processo para a criação da Simba no Cade (Conselho Administrativo de Direito Econômico), as operadoras e programadoras de TV por assinatura fizeram intensa oposição à aprovação da joint venture que resultou na Simba. A Net chegou a acusar a associação de cartelização.

Por que as operadoras estão brigando?
Embora reconheçam a legitimidade, as operadoras argumentam que os valores que a Simba quer cobrar, de acordo com informações da imprensa, são irreais. Primeiro, porque o mercado de TV por assinatura está em crise desde 2014, com a perda de mais de 1 milhão de clientes. Na média, os preços dos pacotes estão congelados há dois anos.

Segundo, as operadoras de TV paga pertencem a grupos de telecomunicações, que vêm registrando prejuízos milionários.

Por último, as operadoras não poderiam repassar aos assinantes o que irão pagar às três emissoras porque seus contratos só permitem reajustes pela inflação. Poderiam compensar o aumento de custo cortando outros custos, ou seja, os gastos com outros canais. Mas isso também esbarra em contratos com programadoras de TV paga e com os assinantes.

O setor só teria condições de absorver os custos dos sinais das três redes se voltasse a crescer, o que ainda não surgiu no horizonte. "Qualquer movimento de aumento de preço é sucídio", diz Oscar Simões, presidente da ABTA.

A solução a curto prazo seria vender Record, SBT e RedeTV! à la carte. Mas quem vai querer pagar por algo que pode receber de graça?


Oscar Simões, da associação da TV paga: aumentar preços dos pacotes na crise é suicídio

O que a Simba propõe?
Apesar do discurso belicoso das emissoras nos últimos dias, a Simba tem atuado nos bastidores para negociar com as operadoras. A empresa deve propor uma cobrança escalonada, com valores que aumentam conforme se amplia o apagão analógico (depois de São Paulo, ocorrerá no Rio de Janeiro e capitais do Nordeste). Irá oferecer também um prazo para que as operadoras se adaptem à nova realidade.

Quem perde com a ruptura?
Todo mundo. As operadoras ficariam sem três emissoras que, juntas, detêm quase 20% da audiência da TV por assinatura. As redes abertas, no caso de São Paulo, perderiam um meio de distribuição muito relevante, presente em metade dos lares da região. Isso vai ter impacto na audiência, que inevitavelmente irá cair.

A médio prazo, se não houver acordo, as emissoras poderão perder receitas publicitárias. O telespectador também perde. Se for assinante da Net ou da Vivo, terá que instalar antena de recepção aberta e usar dois controles remotos. Se não for assinante, pode perder a médio prazo, em qualidade de programação, se as emissoras tiverem queda de receitas.

Como fica o assinante?
Se as operadoras e emissoras não chegarem a um acordo, o assinante de TV por assinatura terá de adquirir uma antena receptora de TV digital terrestre. Terá de se acostumar a lidar com o incômodo de trocar de controle remoto toda vez que mudar do ambiente de TV paga para o de TV aberta, mas poderá receber um sinal de melhor qualidade de imagem e som.

As emissoras dizem que o assinante pode exigir nos órgãos de defesa do consumidor uma compensação financeira e alegar quebra de contrato, mas as operadoras afirmam que não: os canais abertos não são cobrados, eles fazem parte dos pacotes como cortesias.

Fonte: Notícias da TV

______

Ficamos por aqui, de olho na telinha.

Twitter: @bysilver_br
Oferecimento:
Arte Final Gráfica (62) 3225-2847
Goiânia Hostel – Albergue – www.goianiahostel.com

-
 
____________________________________________________________