_____________________________________Adicione aos favoritos _______________________________________________________________________ Clique aqui ! . . . . . . . . . . . . . .

Amizade ou interesse sexual?

Por @_mulherde40 .

Usamos muito a expressão objeto amoroso, uma forma possessiva que coroa o que se chamacoisificação da pessoa na nossa civilização: o homem ou a mulher são considerados um objeto que se pode usar, manobrar, manipular, dispensar, possuir. Quem já não teve essa sensação ao fim de um relacionamento amoroso ou mesmo dentro do ambiente de trabalho?
Há uma linda história que ilustra a preocupação de evitar ser considerado objeto. Durante a guerra, um tenente manteve correspondência com uma moça que nunca tinha visto, e os dois cultivaram uma grande afinidade. No fim da guerra, quando chegou o momento do encontro pessoal, ele ignorava completamente o aspecto físico da moça, já que não haviam trocado fotografias (nem havia web cams na época...). Combinaram que se encontrariam na estação; ele com um livro debaixo do braço e ela com uma rosa.

0 comentários:

Postar um comentário

 
____________________________________________________________