_____________________________________Adicione aos favoritos _______________________________________________________________________ Clique aqui ! . . . . . . . . . . . . . .

Com que ouro eu vou



Por @Acacialima .

Hoje mesmo precisei ir a um município vizinho e a viagem foi riquíssima. Preferi ir de fretado e foram quase 3 horas, entre ida e volta, de leitura tranquila sob a direção de um motorista igualmente sossegado e sem pressa. Ainda estávamos na Av. Paulista quando dei uma olhada nos ônibus ao redor: lotadíssimos, nervosos, motoristas acelerando mesmo parados como se quisessem passar por cima daquele mar de carros. Nós, no fretado, estávamos enfrentando o mesmo trânsito, mas com ânimos completamente diferentes.

E aí, eu fiquei pensando: a gente passa a vida querendo ser fretado, mas acaba mesmo é sendo ônibus comum. E sabe por que? Porque a gente deixa tudo o que está fora interferir no nosso humor e "carrega" coisa demais por dentro. Com tudo muito tumultuado, o trajeto fica sofrido, a gente só quer saber que aquilo acabe logo, pra começar o dia seguinte igual.

Já faz um tempo que eu ando no exercício de me blindar do que tem de ruim fora de mim e me abrir para o que há de bom e não o inverso. Confesso que vinha tendo algum sucesso, até que, claro, um acontecimento recente me disse que eu ainda tenho muito o que aprender nessa vida e que controle a gente não tem de tudo. (Continua... http://acacialima.blogspot.com/2010/07/com-que-ouro-eu-vou.html )

0 comentários:

Postar um comentário

 
____________________________________________________________